Monitoramento da Avifauna e Quiropterofauna para a fase de operação do Parque Eólico Pedra do Reino I e III

Monitoramento da Avifauna e Quiropterofauna para a fase de operação do Parque Eólico Pedra do Reino I e III
Monitoramento da Avifauna e Quiropterofauna para a fase de operação do Parque Eólico Pedra do Reino I e III
Monitoramento da Avifauna e Quiropterofauna para a fase de operação do Parque Eólico Pedra do Reino I e III
Monitoramento da Avifauna e Quiropterofauna para a fase de operação do Parque Eólico Pedra do Reino I e III
Monitoramento da Avifauna e Quiropterofauna para a fase de operação do Parque Eólico Pedra do Reino I e III
Monitoramento da Avifauna e Quiropterofauna para a fase de operação do Parque Eólico Pedra do Reino I e III
Monitoramento da Avifauna e Quiropterofauna para a fase de operação do Parque Eólico Pedra do Reino I e III
Monitoramento da Avifauna e Quiropterofauna para a fase de operação do Parque Eólico Pedra do Reino I e III
Monitoramento da Avifauna e Quiropterofauna para a fase de operação do Parque Eólico Pedra do Reino I e III

Descrição

O monitoramento da avifauna e de morcegos consiste na combinação de métodos de amostragem envolvendo observações visuais, uso de redes de neblina com anilhamento e bioacústica com avaliação de parâmetros qualiquantitativo tais quais: riqueza de espécies, abundância, frequência e status de ocorrência (residente anual, migrante de primavera/verão, visitante migratória (especificar origem), altura de voo, ocorrência de reprodução na área de estudo, tipos de abrigo).

Também foram realizadas:

  • Coleta dos dados de riqueza, abundância, reprodução e abrigos na área;
  • Consulta dos dados de status de ameaça e conservação das espécies que será realizada nas listas especializadas como a Lista das Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção do Brasil; Lista Mundial das Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção – IUCN e etc;
  • Elaboração de um relatório técnico de elevado conteúdo científico, confeccionado a partir dos dados obtidos no período amostral in loco, contemplando a descrição detalhada das espécies registradas (check-list), a relação destas com os processos ambientais identificados, as prováveis alterações ecológicas decorrentes da operação do empreendimento, além das possíveis ações mitigadoras a estes impactos;

Fale com a TEMIS: +55 71 3357-3979